Gadget feito do site Bíblia Online


2.4.11

Remakes e dejavours




Logo que entrei no Seminário, conheci um professor que me ajudou a abrir a mente e transpor os limites do mundo das idéias. Dizia ele que a mais poderosa das armas era a força do pensamento, com ela navegamos por mares revoltos e viajamos pelos lugares mais distantes da terra, imaginamos estar no espaço sem qualquer equipamento e voamos pela imensidão do céu azul mesmo sem asas.

Um dia, durante umas das aulas ele disse: “a história é uma sucessão de sucessos e insucessos que se sucedem sucessivamente sem cessar”. Quase um trava-língua, mas a maior verdade que eu já ouvi. Nossas vidas são realmente assim, as situações mesmo que cotidianas se repetem ao longo dos anos, quer sejamos novos ou velhos, a nossa história, a história de cada um de nós, é caminho cíclico e que vai se repetindo nos dando a chance de aprender e rever atitudes que tomamos.

Podemos reescrever algumas pequenas histórias que compõem nossa vida, dando uma nova roupagem, um novo tom, com novos personagens, corrigindo erros de fala e realinhando momentos certos para atitudes corretas. Os remakes das nossas vidas podem se tornar perfeitos ao longo do tempo, aperfeiçoando e melhorando.

Dejavours como me ensinaram no popular, são momentos em que temos a impressão de já termos vividos alguma situação e a vivemos novamente, é ter a sensação de ter estado neste ou naquele lugar mais de uma vez, vivendo a mesma situação vivida anteriormente. Dizem alguns que o nome disso é espasmo da mente ou até mesmo uma forma de epilepsia. Como não sou estudioso do assunto, fico com a definição popular.

De certo, tenho apenas a conclusão de que entre remakes e dejavours, vamos vivendo. Caminhando dia-a-dia na certeza de estar escrevendo uma nova história, ou reescrevendo de alguma forma a história de uma vida, dando um novo rumo, um novo final. Se às vezes parecer já ter vivido a história atual antes, paro, respiro fundo, peço sabedoria a Deus e continuo caminhando na certeza que o melhor de Deus ainda está por vir.

Nenhum comentário: