Gadget feito do site Bíblia Online


13.8.14

Sobre Interesse (livre pensamento)


Com o passar dos anos e, à medida que envelheço, avalio algumas hipóteses que nunca imaginei. Observo o comportamento das pessoas, seres humanos de verdade, e percebo que todo mundo tem interesse em alguma coisa. Alguns se interessam por coisas positivas, outros por coisas negativas, contudo, no geral, todos se interessam por alguma coisa em algum momento.

Existe interesses em livros, em filmes, em futebol, em política, dinheiro e etc. Esses interessem são comuns a todos, e estão mais relacionados a preferências, ou seja, não necessariamente interesses em si, na verdade são mais preferências, gosto, do que propriamente interesse.

Interesse na conjectura que faço é aquilo que interessa de fato, àquilo que é interessante, por algum motivo ou por alguma razão desperta em alguém o desejo, a vontade. Provoca no interessado uma saída forçada da inercia, da estagnação, cria no interessado um movimento de saída do ponto de origem em direção ao objeto de interesse. Por exemplo: Quando decidimos comprar alguma coisa que despertou o interesse, fazemos as análises da viabilidade econômica, avaliamos as limitações, consideramos a necessidade, e superamos ou nos esforçamos em superar as barreiras para adquirir àquilo que despertou em nós o interesse.

Penso que o interesse esteja relacionado com algum tipo de emoção ou sentimento, é como se despertasse dentro das pessoas uma vontade de ter, uma motivação em dedicar atenção ao que interessa. A descoberta do interesse provoca um entusiasmo em quem se interessa por algo.

Enfim, com base nessa hipótese levantada, acredito que seremos melhores vendedores se soubermos despertar o interesse nos clientes sobre o que vendemos. Talvez até mesmo sobre as nossas ideias, quem sabe as pessoas não se interessam mais no que temos a dizer se o que dissermos for interessante¿ Quem sabe as pessoas prestarão mais atenção em nós, se nós mesmos nos tornarmos pessoas mais interessantes¿

Com base na minha experiência, sejamos mais interessantes cultivando atitudes que despertem nas pessoas o interesse em conviver conosco.

Que assim não precisaremos mais forçar a barra para sermos aceitos, cobrando atenção como se as pessoas nos devessem alguma coisa. Seremos melhores vendedores, quando conseguirmos tornar o nosso produto ou a maneira com o vendemos mais interessante.

13.12.12

Um dia.



Quanta saudade eu tenho de VOCÊ,
Hoje sei o quanto estou perdendo longe de VOCÊ,
Longe dos TEUS olhares, do SEU carinho,
Desse SEU jeito de me tratar como a pessoa mais especial do mundo.

Às vezes quando estou sozinho, pensando na vida, 
Fico me lembrando dos papos-cabeça que tínhamos,
Das loucuras que fazíamos JUNTOS,
Das coisas boas que vivemos JUNTOS.

Como sinto falta daquele tempo, olhando o mar,
Sentado nas pedras, olhando as gaivotas e o balé dos peixes,
Vendo as pessoas caminharem pela areia
E me imaginando quando estivesse mais velho.

Sinto falta das NOSSAS confidências,
Da NOSSA parceria nos projetos da vida,
Nos bem sucedidos e,
Naqueles que ainda não aconteceram.

Um dia, ainda, tenho a certeza que estaremos JUNTOS,
Relembrando das NOSSAS aventuras, 
Das boas e velhas histórias.
Um dia, Um dia, eu e VOCÊ!

(Telmo Mendes)

28.6.12

Um dia inspirador


Na última terça, 26/06, acordei com num clima de Rio de Janeiro, estava me sentindo como se estivesse pego ônibus no calçadão, chegado no centro e tomado um café em alguma padaria da rua do Rosário. Resumindo, estou morrendo de saudades da minha cidade, só pra variar. Acredito que isso tenha sido importante, porque meu dia de trabalho rendeu absurdo, consegui colocar em dia boa parte das minhas pendências e dos problemas que preciso resolver diariamente. O dia foi leve e produtivo como sempre foi desde antes de deixar o Rio e me enveredar por esse Brasil à fora.

O dia foi tão bom e inspirador que até redigi um texto, que apesar de enigmático e obscuro, saiu com muita natureza e leve, acho que preciso buscar na memória momento importantes e marcantes do passado para reencontrar inspiração para escrever, sei que estou num momento "estéril" sem conseguir colocar em letras o que me inspira, mas lampejos como o ocorrido vezem quando acontecem. Como agora.

Não sei porque, me pensei em compartilhar essa sensação descrita agora, talvez para tranquilizar alguns ou até mesmo para inspirar de alguma maneira, mas, enfim, aí está.

Boa sorte! Bjs.

Telmo Mendes