Gadget feito do site Bíblia Online


30.10.10

Me falta coragem

Queria ter coragem para escrever tudo o que quero e penso sobre a minha vida e sobre a vida a minha volta. Queria ter coragem pra dizer o que penso e acho das pessoas, queria ter coragem pra viver a vida do jeito que entendo ser o mais correto diante de Deus. No momento, tenho vontade de “chutar o balde” das algemas que me obrigam a ser quem não sou, mas tenho obrigações. Não posso viver como quero!

Queria ter coragem para dizer em alto e bom som que amo a vida, dizer que quero viver a vida com mais alegria e com mais prazer, viver a vida com felicidade ou até mesmo com tristeza, mas tenho compromissos com as pessoas. Não posso viver como quero, como um eremita isolado do mundo, vivendo de raios solares e da natureza, um dia quem sabe até consigo ser feliz com quem amo. Aliás, quem me dera, ela acreditasse que a amo!

Queria ter coragem pra gritar bem alto que não tenho mais prazer de viver aqui neste mundo, que gostaria muito que Deus abrisse os seus e me resgatasse de lugar louco. Gostaria de parar o mundo pra que eu possa descer, porque estou enjoado de ficar girando sobre o próprio eixo. Quero uma vida simples, na beira da praia, pescando, caminhando na areia, olhando o mar, comendo ovos mexidos no café da manhã. Quem me dera realizar esse sonho!

Queria ter coragem pra viver, vivendo cada dia um dia novo, cada momento um acorde especial como o poeta fala, criando minha própria sinfonia de vida em louvor Àquele que é e sempre será meu Redentor e Senhor, quem me dera. Só posso me colocar aos Seus pés e pedir que tenha piedade de mim, porque não consigo ver razão pra existir sem estar diante de Ti. Quem me dera alguém compartilhasse desta mesma idéia!

Queria ter coragem para acreditar em quem precisa de credibilidade, quem espera credibilidade e quem vive esperando não sei o que, mas exige que eu saiba o que espera. Exige que eu cumpra com minhas obrigações, mas não se importa com suas obrigações para comigo. Queria tanto não ser medido com dois pesos e duas medidas, queria tanto que os momentos de lucidez moral se tornassem mais longos para ambos. Isso facilitaria a relação de confiança estabelecida por conexões neuro-sentimentais!

Queria ter coragem para me liberdade da opressão do dinheiro, da dependência financeira que todos nós temos, afinal sem ele não vamos muito longe. Conseguiria viver com pouco, mas não vivo sozinho. Quem me dera coragem, quem me dera coragem!

Queria ter coragem para afinal corajosamente caminhar por vias corajosas, coragem para corajosamente viver da forma mais corajosa. Queria ter coragem para corajosamente ser corajoso contando com a corajosa paciência e de forma que a coragem não faltasse mais. Corajosamente espero por esse momento, quem sabe um dia a coragem corajosa retorna e não haverá mais medo de ser corajoso e nem coragem pra viver corajosamente.

Quem me dera coragem!

Um comentário:

Welder Souza da Silva disse...

Um dia eu estava na igreja. Era pequeno. Tinha meus 7 anos de idade. Queria peidar, mas geral tava orando e havia um certo "silêncio" no ar.
Eu sabia que se eu tentasse peidar, poderia sair alto e geral ia ouvir. resolvi então me poupar daquele ato.
Porém, a oração demorava e novamente me veio vontade de peidar. Eu havia comido pipoca e estava podre. Tomei coragem então e resolvi peidar.
Mas ao tentar levantar um pouco a bunda para que o peido saísse tranquilo, acabei descontrolando a força que impulsionava o peido e por fim eu peidei alto. Foi alto demais...geral ouviu. Tive que rir, é claro, foi maneiro. Mas meu pai me pegou pelo braço (com cara de babaca) e me levou até o banheiro. Lá ele me enfiou a mão.

CONCLUSÃO:

Às vezes é melhor ser um covarde a ser um homem corajoso...