Gadget feito do site Bíblia Online


31.3.09

Uma breve reflexão sobre a vida


Nesta manhã à caminho do trabalho, vinha pensando sobre a vida. Me lembrei de acontecimentos do passado que me deram a sensação de imortalidade, de invencibilidade. Momentos que nos sentimos como se nada fosse capaz de nos atingir, os invencíveis, os incríveis, homens de aço. Lembrei de quando me confundiram com um vendedor de "drogas" na entrada da Vila Vintém e me ameaçaram de morte, lembrei de quando saindo do Curral das Éguas me vi no meio de um tiroteio e precisei me jogar no chão, me lembrei de tantas outras situações que já vivi e que saí sem maiores consequências. Todas elas me deram a impressão, por um instante de tempo, que eu era imortal. Tolice a minha...!

Quando cheguei no escritório para mais um dia de trabalho, fui surpreendido com a noticia que um dos meus melhores amigos perdeu o seu pai nessa madrugada. Imediatamente meu coração se entristeceu por saber que naquele momento meu amigo estava triste e consternado com o falecimento do seu pai. Liguei pra ele, e meu coração foi partido mais ainda quando sua esposa que me disse que ele não estava em condições de atender o telefone, daí, até ela começou a chorar na linha. Meus olhos se encheram de lágrimas, meu coração acelerou e um nó se fez na garganta.

Ao desligar o telefone, lembrei-me das reflexões da manhã à caminho do trabalho. Não somos imortais, apesar das situações que nos fazem ter a doce ilusão de que temos tal condição. Estamos neste mundo vivendo, mas um dia morreremos. Veremos os nossos queridos partirem, dos mais chegados aos menos chegados, um dia todos partirão desta vida para outra vida, ou talvez para a morte eterna.

Minha reflexão para o dia de hoje, diante da proximidade da morte, é que ao ver os queridos partirem penso em como ficaremos. Seremos talvez orfãos daquele relacionamento, daquele afeto, daquele carinho, daquela amizade. Hoje temos a chance de reatar relacionamentos quebrados, temos a chance de nos reconciliar, mas chegará um diante em nos separaremos por intermédio da morte e jamais teremos a chance de nos reconciliar uns com os outros.

E então, o que faremos hoje? Viveremos como imortais e invencíveis, ou viveremos como mortais e dependentes das misericórdias? Aproveitemos enquanto é tempo, porque já é chegada a hora e ela vem sem demora.

Nenhum comentário: