Gadget feito do site Bíblia Online


22.2.09

Repensando a Igreja...

No início dos tempos, quando Deus criou todas as coisas inclusive o Homem e a Mulher, Deus tinha em mente que vivêssemos simplesmente para o Louvor da sua Glória, em sua Presença diante do seu infinito Amor. Com o passar do tempo como você já sabe, o Homem fez a escolha de desobedecer a Deus e, por isso, ficou impossibilitado de viver no Jardim preparado para ele.

No decorrer da história, vemos sempre Deus cuidando do seu povo para que, o seu povo, nunca saia da sua presença, mas diante da necessidade do povo de Deus de fazer alianças com outros povos, acabou penando nas mãos de reis e reinos que se aproveitaram da sua terra, do povo e de suas riquezas. Não obstante desses fatos, aprouve a Deus, em sua infinita Soberania, Misericórdia e Graça dar um passo importante na direção do homem e dando a este homem a oportunidade de estabelecer uma relação Eterna e direta com o Pai através do seu Filho, Jesus Cristo. Foram momentos importantes e que transformaram de uma vez por todas a história da humanidade, a presença de Jesus Cristo na terra. Ele ensinou o que Deus tinha em mente quando criou o homem, Ele demonstrou para o que e porque foi criado.

Porém, para o homem não parecia suficiente viver a simplicidade do Reino de Deus por intermédio de Jesus, estabelecer relações de Amor entre os homens. Então durante a continuidade da história, o homem, através da Igreja criou indulgências, Sistemas Eclesiásticos, Denominações, Títulos, Regras e Leis que afastaram por completo o Homem e a Igreja daquilo que Deus tinha pensado como seu Reino.

Então, mais uma vez, Deus na sua infinita grandeza promove na humanidade um ambiente de Transformação e Maturidade que ocasionaram na Maior Revolução Cristã da história do Mundo, a Reforma Protestante. Porém, mais uma vez, o Homem e a Igreja nos tempos modernos estão se afastando daquilo que Deus sonhou, o Reino. Podemos ver esse afastamento através de homens que envergonham o nome de Deus e que criaram suas próprias igrejas e denominações para vender o “evangelho barato” de um deus que não se parece com o nosso Deus, o Pai.


Pensando nisso!

Nenhum comentário: